• Dr. Edson Missau Jr.

O impacto da cirurgia plástica na autoestima


cirurgiao-plastico-porto-alegre

Cirurgias plásticas são, em muitos casos, fundamentais para as pessoas que estão insatisfeitas com o seu corpo. Esse tipo de intervenção, embora apresente alguns riscos que precisam ser considerados, são capazes de gerar tantos benefícios estéticos quanto a autoconfiança dos indivíduos em seus próprios atos ou pensamentos.

Basta lembrar que pessoas com boa autoestima estão sempre motivadas e dispostas em todos os campos da sua vida, incluindo no cuidado a si mesmo — ou na produtividade do trabalho e qualidade dos laços interpessoais. Consequentemente, há menor incidência no número de problemas psicológicos atrelados à autoimagem negativa, como ansiedade e depressão, provocadas pelo isolamento social.


Por outro lado, é importante destacar que esse tipo de intervenção cirúrgica não é recomendado, caso o objetivo principal não seja realmente importante. Por isso, os motivos devem ser analisados criteriosamente antes de prosseguir com a correção das imperfeições.


Em outras palavras, a cirurgia plástica é uma alternativa recomendada e incentivada apenas quando há na aparência um ponto extremamente incômodo e que prejudique o bem-estar do paciente. Isto é, quando existem alterações comportamentais significativas.


Um exemplo claro de situações em que a cirurgia plástica é uma excelente aliada da autoestima e bem-estar é quando um indivíduo sofre bullying por sua aparência, ou por receio de ser alvo de críticas tanto na escola quanto no trabalho. Assim, o paciente e o cirurgião podem definir em conjunto qual a melhor forma de tratamento disponível, a fim de extinguir o problema.


Por que se preparar para as mudanças do novo corpo?

Antes de se submeter a um procedimento cirúrgico, o paciente deve se preparar fisicamente para obter resultados significativos. Por outro lado, fortalecer a saúde emocional também é extremamente importante, já que as expectativas relacionadas aos resultados podem comprometer o tratamento escolhido.


Vale destacar que alguns pacientes podem não estar habilitados a passar por uma intervenção cirúrgica, afinal, tanto a saúde física quanto mental deve estar em equilíbrio. Além disso, as expectativas precisam corresponder à realidade e o indivíduo deve entender a importância de realizar qualquer procedimento apenas pela necessidade e não somente porque se sente pressionado.


Para lidar com o lado psicológico, o paciente deve, em primeiro lugar, definir o profissional que será responsável pelo procedimento. Escolher um médico de confiança e sobretudo capacitado, é uma forma de se sentir mais seguro quanto à operação.


Ademais, é fundamental fazer boas consultas de avaliação, realizar exames médicos complementares e eventualmente tirar todas as dúvidas sobre a cirurgia. Assim, você terá todos os detalhes necessários para realizar o tratamento indicado.


Isso acontece porque, quando realizadas com total segurança e transparência, os pacientes poderão garantir uma melhora significativa em sua aparência, melhorando consideravelmente a sua autoimagem e autoestima.

Fonte: SBCP


--


Dr. Edson Missau Jr. | Cirurgião Plástico

Atendimento em Porto Alegre, Santa Maria e São Marcos (RS).


--


#cirurgia #autoestima #cirurgiaplastica #cirurgiaoplastico #cirurgiaoplasticoportoalegre