• Dr. Edson Missau Jr.

Conheça a braquioplastia e dê adeus à flacidez na hora do tchauzinho


cirurgiao-plastico-porto-alegre

A Braquioplastia, também conhecida como Lifting de braço, remodela o braço deixando a pele mais lisa e com contornos suaves, resultando em aparência de pele mais tonificada.

É cirurgia plástica indicada para tratar o excesso de gordura localizada, flacidez ou pele da região do braço, principalmente na região do tríceps, também conhecido como "músculo do tchau". O procedimento pode ser feito com ou sem lipoaspiração da região.


Indicações da Braquioplastia:

A Braquioplastia normalmente é indicada para quem possui uma flacidez severa e excesso de pele e gordura nos braços. Em geral, isso ocorre em pessoas que perderam muito peso (como após uma cirurgia bariátrica ou reeducação alimentar) ou quem tem predisposição genética para flacidez, principalmente após o envelhecimento.


Quais são os níveis de deformidades tratados por uma Braquioplastia?

1. O primeiro nível apresenta um aumento de gordura, sem flacidez de pele. Pode ser tratado com a técnica de lipoaspiração.


2. O segundo nível apresenta uma flacidez de pele, sem aumento de gordura. Neste caso, a única opção cirúrgica é a retirada de pele, sem lipoaspiração.


3. O terceiro nível apresenta uma flacidez de pele e aumento de gordura. Pode se associar a técnica de lipoaspiração com retirada de pele. A extensão da cicatriz pode chegar próximo ao cotovelo.


4. O quarto nível apresenta uma flacidez extensa da pele ao longo do braço e a axila. Nestes casos, há necessidade de uma associação da braquioplastia mais plástica da axila.


Preparando-se para a cirurgia:

Previamente à cirurgia, poderá ser necessário:

• fazer exames de laboratório ou avaliação médica,

• tomar certos medicamentos ou ajustar os medicamentos atuais,

• parar de fumar com bastante antecedência à cirurgia,

• evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.


O que acontece durante a cirurgia?

Etapa 1 – Anestesia

Medicamentos são administrados para seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.


Etapa 2 – Incisão

O comprimento da incisão e o padrão dependerão da quantidade e da localização do excesso de pele a ser removido, bem como do julgamento de seu cirurgião plástico.

As incisões são geralmente feitas no interior ou na parte de trás do braço, dependendo da preferência do cirurgião, podendo se estender, a partir da axila, um pouco acima do cotovelo. Se houver a necessidade da redução de gordura durante o procedimento, a mesma será retirada ou lipoaspirada.


Incisão na parte interna do braço dependendo de determinadas condições, as incisões poderão ser mais limitadas. O tecido subjacente de sustentação é firmado e remodelado com suturas internas. Por fim, a pele é suavizada ao longo do novo contorno do braço.


Etapa 3 – Fechando as incisões

As incisões serão fechadas com suturas absorvíveis, ou pontos que serão removidos dentro de 1-2 semanas após a cirurgia.


Etapa 4 – Resultados

Contornos mais suaves que resultam da Braquioplastia são visíveis quase que imediatamente após o procedimento, embora os resultados iniciais sejam um pouco obscurecidos pelo inchaço e hematomas. Seu braço, bem torneado e tonificado, tem melhora na aparência.


Um dos fatores que podem tornar essa cicatriz menos estética é seu escurecimento, que pode ser evitado com a não exposição da região à radiação solar enquanto não tiver findado o processo de regeneração, isso pode ser feito cobrindo os braços ou usando protetores solares. Evitar mexer muitos os braços no pós-operatório ou forçar a cicatriz também ajuda.


Após a cicatrização completa do local existem tratamentos estéticos, tais como, laser e peelings, que amenizam o aspecto da cicatriz. Cicatrizes hipertróficas e quelóides podem acontecer, mas não se pode prever o seu surgimento.


Recuperação pós-operatória:

Após a cirurgia, curativos ou bandagens podem ser aplicados sobre as incisões e os braços podem ser envoltos em bandagem/atadura/faixa elástica ou malha de compressão para minimizar o inchaço. Um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue e de fluido que possam acumular.


A internação normalmente dura um dia, mas é indicada uma semana de repouso. Muitos cuidados são necessários no pós operatório: o paciente deve ficar sem levantar os braços por 21 dias. A drenagem linfática também é indicada para a redução do edema. É preciso evitar fazer movimentos bruscos com os braços, evitar pegar peso e levantar os braços nas primeiras semanas.


Serão dadas instruções especiais, incluindo:

Como cuidar da ferida operatória e dos drenos, medicamentos para tomar por via oral para ajudar a reduzir o potencial de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia, com seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico.


Se você se interessou por este procedimento, procure um médico cirurgião plástico e tire todas as suas dúvidas. Ele saberá te indicar as melhores opções para o seu caso.

--


Fonte: SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica)


--


Dr. Edson Missau Jr. | Cirurgião Plástico

Atendimento em Porto Alegre, Santa Maria e São Marcos (RS).


--


#cirurgia #autoestima #cirurgiaplastica #cirurgiaoplastico #cirurgiaoplasticoportoalegre